quinta-feira, 4 de junho de 2009

GREEN STAR ... Wanessa Camargo desabafa em novo CD

babado_wanessa camargo
Wanessa: "Eu tenho o direito de seguir o meu sonho"

Em todo o encarte de seu novo álbum, Meu Momento, Wanessa Camargo deixou-se fotografar nas cinzas e duras ruas de São Paulo. O visual moderno e urbano das imagens reflete bem o conteúdo desse trabalho, que vem mais eletrônico do que nunca, mas sem deixar de ser pop.

Meu Momento é o sexto disco de estúdio de Wanessa. Nele, a cantora confiou suas histórias e emoções às mãos do DJ Deeplick, que compôs nove faixas e assina a produção, a direção artística, a mixagem e os arranjos do CD. Segundo Wanessa, todo esse trabalho resultou na tradução perfeita de suas próprias idéias. “Contei para ele toda a minha história de carreira, de vida, os meus anseios, as minhas vontades, o que eu queria falar nesse CD e aí ele foi montando o time dele e trazendo essa garotada nova que eu não conhecia”, conta.

O disco começou a ser feito em agosto do ano passado e partiu da composição da música “Meu Momento”, que acabou se tornando seu primeiro single em uma versão em inglês (“Fly”) com participação do rapper Ja Rule. Wanessa lembra que a letra, escrita por Deeplick e Marcelo Mira, nasceu logo no seu primeiro encontro com a dupla e provou que essa parceria teria a melhor química possível: “Parece que eles pegaram meu espírito, leram meus pensamentos e escreveram com a minha mão”.

Filhinha de papai

Os versos de “Meu Momento” são um desabafo contra a crítica que acompanha Wanessa desde o início de sua carreira. “Minha vontade é de ser muito mais / Muito mais do que a filhinha de papai / Menina de sociedade / Eu corro o risco, eu vim de baixo / Eu me perco mas me acho”, ela canta expondo o incômodo de quem encara dia a dia o peso de ser filha de um dos mais populares e rentáveis artistas do País.

“Não acredito que todo mundo tenha essa idéia, mas eu sei que existem pessoas que tentam jogar meu trabalho para baixo e que me encaram como uma menina que só está na música pelo fato de meu pai ser Zezé di Camargo e isso não tem nenhum cabimento. Ajudou no começo para abrir portas, nunca deixei de falar isso, mas isso não mantém nenhuma porta aberta”, diz com convicção. Wanessa fala durante todo o tempo com os olhos muito fixos no entrevistador, e o assunto espinhoso parece intensificar o olhar. “Eu tenho o direito de seguir o meu sonho e de cantar, de fazer aquilo que eu acredito”.

Versão e parcerias

Meu Momento foi um CD feito com calma. “A gente ficou um bom tempo experimentando coisas. Só quando ele realmente ficou pronto é que a gente mostrou para a gravadora”. Eclética, Wanessa afirma que as influências vieram de todo lugar, de Mika a Funkadelic, mas ela entrega que as produções de Timbaland são uma das suas inspirações atuais e os sons que Deeplick buscou para o álbum se consolidaram como “a identidade e o caminho que eu pretendo trilhar agora até o dia que eu parar de cantar”.

O álbum traz uma versão de “Coisas da Vida”, de Rita Lee, com participação e bênção da própria, que concordou em cantar com Wanessa no álbum. “Eu sou muito fã da Rita, fanzoca de tremer, e a música dela que eu mais amo na vida é essa. Fez parte da minha história”, conta.

Já a parceria com Ja Rule pode abrir algumas portas para Wanessa no mercado internacional, mas ela relativiza. “Falar que não é uma coisa que iria me deixar muito feliz seria mentira. Mas não é um plano, nunca foquei. Se um dia eu achar que tem a ver, que tem um caminho para seguir...”.

Para o lançamento deste CD, Wanessa está com um site repaginado. Nele, há vídeos e um link para sua página no Twitter, sua nova mania. “Começou como uma idéia de passar informação de música, de show, do trabalho. Aí eu fui conversando com as pessoas e virou uma troca de referências: o que eu estou lendo, o que estou assistindo, e virou um canal aberto”.

Ainda este mês, Wanessa lança seu novo show com o repertório repleto de músicas novas e vem ensaiando bastante para unir esta sua nova fase ao clima de seus trabalhos anteriores. Em outubro, ela deve fazer alguns shows especiais em São Paulo, Rio de Janeiro e outras capitais e comemora que Ja Rule pode desembarcar por aqui para fazer parte dessas apresentações.

Fonte: iG